Filosofia: Ensino e Pesquisa

Que todos os seres sejam felizes! Que todos os seres tenham paz! Que todos os seres sejam livres!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Carta de princípios do Centro de Estudo Transdisciplinar da Água / CET-Água



Preâmbulo
Movimento iniciado em outubro de 2008, o Centro de Estudo Transdisciplinar da Água – CET-Água reúne organizações da sociedade civil, instituições de ensino e órgãos governamentais para promoção de uma abordagem transdisciplinar sobre a Água.

A Transdisciplinaridade é compreendida, neste contexto, como uma visão ampliada de mundo que dá inspiração e suporte ao respeito absoluto pelas diferenças; ao diálogo de saberes entre ciência, arte, cultura e experiência espiritual; a uma racionalidade aberta, multirreferencial, multidimensional e transcultural; ao rigor que leva em conta todos os dados como forma de legitimação da síntese; ao reconhecimento da Terra como lar de todos e ao reconhecimento do ser humano como um ser transnacional, uno com toda a vida e com o seu meio.


Pressupostos

Considerando:

que apenas 0,01% de toda Água doce superficial do planeta está disponível para uso direto dos quais 12% está no Brasil;

que as mudanças climáticas têm gerado múltiplos impactos sobre a disponibilidade da Água, com consequentes danos à saúde, agricultura e economia;

que a demanda pela preservação, pelo cuidado e pela gestão sustentável da Água é fundamental para a vida;

que, ciente desse contexto, a ONU e o governo brasileiro declararam o decênio 2005-2015 como a Década da Água, dedicada a discussões, estudos, pesquisas e gestão;

que perceber a Água como um bem, e não apenas como um recurso implica conhecê-la em seus aspectos simbólico, artístico, cultural e espiritual;

que as atitudes e ações de cuidado, proteção e gestão sustentável emergem não só do conhecimento intelectual, mas do sentimento presente no interior do ser humano;

que conhecer e amar são passos que antecedem o valorizar e o cuidar;

que o acima exposto requer mudanças fundamentais de valores, necessidades e modos de vida, os participantes do CET-Água adotam os seguintes princípios em suas ações:


Princípios compartilhados pelos integrantes do CET- Água
O eixo de compreensão da Transdisciplinaridade exige um olhar ampliado, rigoroso e inclusivo; reconhece a existência de diferentes níveis de realidade regidos por lógicas diversas; remete aos diferentes níveis de percepção do sujeito e aos diferentes níveis de realidade do objeto;

A busca de uma relação com a Água, baseada na valorização, no cuidado e na preservação do seu ciclo integral na Natureza, inclui as águas que compõem os organismos vivos, animais, vegetais e humanos e suas influências recíprocas.

Cuidar da Natureza requer abordagens amplas que incluem o cuidado com o ser humano em seus aspectos biopsicossocial, etnocultural, ético, espiritual e ecológico, estendendo-se à relação da pessoa consigo mesma, com a sociedade e com o meio ambiente.

A visão transdisciplinar defende a supremacia do ser humano, da vida, da justiça social e dos direitos da Natureza sobre a economia e os valores de mercado.

A ética transdisciplinar exige o reconhecimento da Água como bem comum e direito humano inalienável para a Paz entre os povos.

Toda vida individual e social é estruturada pela Educação. Para atender as demandas de um mundo que se recria constantemente a Educação precisa ser integral: uma educação que se dirija à totalidade aberta do ser humano e não apenas a um de seus componentes; que revele os potenciais humanos latentes; que ressignifique e traga intuição, sensibilidade, imaginação, criatividade para o cotidiano e que afirme o papel do corpo e do sentimento na transmissão do conhecimento.

Os saberes são assimilados com mais facilidade e rapidez quando são compreendidos com o corpo e com o sentimento. O surgimento de um novo tipo de inteligência baseado no equilíbrio entre a inteligência analítica, a interioridade e o corpo abre caminho para o pensamento contextual e sistêmico; concilia efetividade e afetividade.

O conhecimento transdisciplinar privilegia a atitude de abertura e tolerância; faz emergir, da confrontação de saberes, elementos de síntese que levam a uma nova visão da relação entre Natureza e Humanidade.

A visão transdisciplinar da Água inclui e excede a compreensão linear. Pressupõe um olhar abrangente sobre seus múltiplos aspectos e sua poderosa influência sobre tudo o que existe.

As propriedades moleculares da Água, assim como sua capacidade de receber e transmitir informações, abrem campo para diversos e novos saberes correlatos, em especial nas áreas de Saúde, Educação, Cultura, Ecologia e Gestão.

Para atingir a meta da sustentabilidade, na perspectiva transdisciplinar, é prioritário o estabelecimento do intercâmbio de todas as formas de conhecimento e a troca de informações decorrentes das experiências em todos os campos onde ocorram.
As ações do CET-Água serão pautadas neste conjunto de princípios aqui apresentado e constitui um contrato moral que todo signatário faz consigo mesmo, com a vida e com o corpo institucional. A presente Carta, adotada pelos participantes do CET-Água, está aberta à assinatura dos interessados em promover a aplicação desses seus princípios e valores.


Ideias-chave deste documento: Complexidade da dimensão planetária – Olhar global – enfrentamento de conflitos e desafios em favor da vida – Ruptura entre o saber intelectual e um ser interior cada vez mais empobrecido – Busca de soluções viáveis e criativas – contrapartida de esperança e mutação positiva – Sentimento de pertença-Valorização de saberes não-hegemônicos – Visão de paz

Fonte: CET -Água

Nenhum comentário:

Postar um comentário