Filosofia & Interdisciplinariedade

Que todos os seres sejam felizes! Que todos os seres tenham paz! Que todos os seres sejam livres!

terça-feira, 20 de março de 2012

Percepção Extra-Sensorial (PES)


Percepção extra-sensorial (PES) ou (Psi-Gamma sigla PG) , em parapsicologia, é a aparente habilidade de certos indivíduos, chamados "sensitivos" ou "psíquicos", para perceber fenômenos e objetos independentemente de seus órgãos sensoriais. O termo foi cunhado por Joseph Banks Rhine, que iniciou a investigação do fenômeno na Universidade de Duke, em 1927. Para fins de estudo e pesquisa, as percepções extra-sensoriais tem sido divididas nas seguintes categorias gerais:

  • Clarividência - Conhecimento de evento, ser ou objeto, sem a utilização de quaisquer canais sensoriais conhecidos.
  • Telepatia - A consciência dos pensamentos de outrem, sem utilização de canais sensoriais conhecidos.
  • Precognição - Conhecimento sobre um futuro evento, ser ou objeto.
  • Simulcognição - A Simulcognição é o conhecimento da realidade presente.
  • Radiestesia - Radiestesia ou radioestesia é uma hipotética sensibilidade a determinadas radiações, como energias emitidas por seres vivos e elementos da natureza.
  • Psicometria - Capacidade de obter informações sobre uma pessoa ou um lugar ao tocar um objeto físico.
  • Retrocognição - Fenômeno parapsíquico espontâneo ou induzido no qual o indivíduo lembraria espontaneamente de lugares, fatos ou pessoas relativos a experiências passadas, sejam elas vidas ou períodos entre vidas. Através das diferentes técnicas de regressão diz que é possível acessar fatos ocorridos durante a vida adulta, a adolescência, a infância, o nascimento, a vida intra-uterina, e até mesmo experiências ocorridas em outras vivências que ainda afetam o dia-a-dia.

A existência da PES, e de outros poderes paranormais como a telecinese, é questionável, embora a pesquisa experimental sistemática desses fenômenos, conhecidos coletivamente como psi, venha sendo feita por mais de um século na parapsicologia.

A maioria dos indícios da existência da PES corresponde a relatos, e é descartada pelos céticos por ter origem em um ou mais dos seguintes casos:



A maior parte das alegações de casos de PES não é testada, mas alguns parapsicólogos têm tentado verificar a existência da PES sob condições controladas. Alguns, como Charles Tart e Raymond Moody, alegam ter tido sucesso. Outros, como Susan J. Blackmore, alegam que anos de tentativas de encontrar provas experimentais da PES não conseguiram trazer nenhuma prova de poderes paranormais incontroversos e reprodutíveis. Os defensores do Psi alegam que as experiências Ganzfeld, os experimentos da CIA com a visão remota e as tentativas de influenciar geradores de números aleatórios na Pesquisa de Anomalias da Escola de Engenharia de Princeton apresentaram provas da PES. Psicólogos que investigaram meticulosamente os estudos da parapsicolgia, como Ray Hyman e Susan Blackmore, concluíram que, onde se encontravam resultados positivos, os trabalhos estavam repletos de fraudes, erros e malabarismos estatísticos.



Fontes:

WIKIPEDIA. Percepção Extrassensorial. In: http://pt.wikipedia.org/wiki/​Percep%C3%A7%C3%A3o_​extrassensorial (acesso em: 20/03/2012)

DICIONÁRIO DO CÉTICO. PES. In: http://brazil.skepdic.com/pes.​html (acesso em: 20/03/2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário